Olá, seja bem vindo(a)!

Danilo Cechinatto

Palestrante Educacional Profissional Organizacional Business and Executive Coach

Sobre mim

Olá

Eu souDanilo Cechinatto

Diretor Regional do Instituto EducaJovem

Danilo Cechinatto estudou Psicologia pela FAE Business School e possui formação em Business and Executive Coach. Atualmente faz MBA em Gestão e Liderança de Pessoas e já atuou na área organizacional de empresas nacionais e internacionais. Como palestrante educacional, tem levado aos alunos através da teoria da inteligência multifocal o desenvolvimento da educação socioemocional no ambiente escolar. Danilo também é o Diretor Regional do Instituto EducaJovem, instituição que trabalha na inclusão social e educacional de jovens no Brasil.

Experiência

Treinamento e Qualidade

2009-2012

Treinamento de colaboradores nos requisitos básicos necessários e controle de qualidade definindo padrões em procedimentos, políticas e ações.

Gestão de pessoas

2013-2015

Potencialização, atração e retenção do capital humano formamando profissionais mais bem qualificados e motivados para desempenhar suas funções.

Palestrante educacional

2015-2017

Melhoria dos índices de aprendizagem, redução da indisciplina, aprimoramento das relações e a participação da família na formação dos alunos.

Diretor Regional

2017-2018

Direção do Instituto EducaJovem que tem como essência a transformação social, pois capacita mais de 4 mil jovens em vulnerabilidade social, por ano.

Áreas

Profissional Organizacional

Recrutamento, seleção, orientação, aconselhamento e treinamento profissional, dando atenção à saúde do trabalhador e da organização.

Palestrante Motivacional

Baseia-se em teorias da psicologia, vivências e histórias reais que envolvem a plateia trazendo reflexões aos participantes.

Coordenador Educacional

Tornar o processo de ensino-aprendizagem mais significativo. O trabalho é voltado para que o grupo atinja os resultados desejados.

Analista Comportamental

Aplicação e utilização da teoria dos perfis comportamentais para mapeamento de tendências e perfis pelo software Assessment.

Professional and Self Coach

Processos de Coaching voltado para questões relacionadas a vida pessoal, conduzindo a realização pessoal em diversas vertentes.

Business and Executive Coach

Ação nas empresas por meio de competências empreendedoras e do desenvolvimento de estratégias e planos de negócios eficientes.

230400

ALUNOS ASSISTIDOS

1540

HORAS MINISTRADAS

1160

PALESTRAS REALIZADAS

780

ESCOLAS ATENDIDAS

Publicações

Pessoas mágicas: aquelas que nos encantam desde o primeiro momento


Existem pessoas mágicas, que nos encantam desde o primeiro minuto em que as conhecemos. Nós não sabemos exatamente o porquê, mas neste mundo cinzento a sua presença é aquele ponto colorido que nos atrai, nos alegra e nos reconcilia com a vida. Alguns estudos científicos dizem que talvez seja o seu sorriso, a sua atitude ou a sua personalidade acolhedora, mas acreditamos que as suas virtudes naturais são características mágicas, algo inexplicável.
É possível que o nome de Dale Carnegie não lhe pareça familiar. No entanto, este empresário e escritor dos anos 30 estabeleceu as bases de todas as publicações de autoajuda que ainda hoje são muito procuradas. Uma das suas publicações mais conhecidas e mais vendidas foi, sem dúvida, “Como Ganhar Amigos e Influenciar Pessoas”.


Existem pessoas com uma magia natural que não precisam de truques, há pessoas especiais pelas quais nos encantamos no ‘primeiro minuto”, pela sua humildade, pela sua simplicidade natural.


Neste livro, o escritor abordava pela primeira vez uma das maiores aspirações (queiramos ou não) do ser humano, “ser bem aceito pelos outros”. Desde a década de 1930 até o momento, o interesse por esta disciplina da psicologia só se expandiu. Na verdade, atualmente e dentro da área de coaching, todos os bons profissionais precisam saber como treinar os seus clientes com essas ferramentas básicas e essenciais, necessárias para criar um impacto positivo nos seus ambientes sociais.
No entanto, a coisa mais curiosa sobre tudo isso é que existem pessoas mágicas que já nascem com essa habilidade, com essa capacidade natural de se conectar quase instantaneamente com os demais despertando emoções positivas, confiança e segurança. Essa faísca instantânea, espontânea e frutífera é como um diamante invisível que qualquer bom líder, por exemplo, gostaria de possuir para atrair mais pessoas.
É uma ferramenta que qualquer pessoa com poucas habilidades sociais gostaria de desenvolver para desfrutar de melhores relacionamentos, de uma vida melhor, onde possam fazer mais amigos, encontrar um parceiro e se sentir, em essência, mais seguro de si mesmo. Como vemos, estamos lidando com uma dimensão psicológica muito importante para o campo do crescimento pessoal e que merece ser analisada em detalhes.
Amigos se divertindo na praia


Pessoas mágicas com as quais criamos um vínculo saudável

Querer ser bem aceito por todos ao nosso redor é uma fonte inesgotável de sofrimento. Não faz sentido, não é útil e muito menos saudável. No entanto, existem pessoas que, sem esforço algum, sem procurar ou pretender, conseguem se conectar quase que instantaneamente com 80% das pessoas que encontram diariamente.
Muitos não hesitariam em dizer que a explicação está na atratividade física. Agora, os profissionais que realizam a seleção de pessoas para comerciais ou captadores para alguma ONG sabem que é preciso algo mais, algo presente na linguagem não verbal ou mesmo no que muitos chamam de “a arte da suavidade”. Ou seja, a virtude de ter uma atitude aberta e acolhedora que nos ajuda a alcançar aqueles que estão diante de nós de forma amigável, segura e eficaz.
Vejamos agora outras características que as pessoas “bem aceitas” compartilham:

O sorriso de Duchenne, o mais sincero

Todos nós somos perfeitamente capazes de fingir um sorriso. Podemos dar aos outros os sorrisos mais espetaculares e cativantes, e, no entanto, o que está por trás disso é, muitas vezes, a mais afiada das falsidades.

Existe um tipo de sorriso que é difícil de fingir, e que é considerado a síntese do sorriso genuíno. Falamos sobre o sorriso de Duchenne.

  • Dizem que o sorriso de Duchenne é cativante por natureza, inspira confiança e isso é um atrativo natural em todo cenário social.
  • A sua expressão no rosto é o resultado da contração dos músculos zigomáticos maiores e menores perto da boca. Ambos se levantam no canto dos lábios, bem como o músculo orbicular, perto dos olhos. Há também uma contração que levanta as bochechas e produz pequenas rugas ao redor dos olhos…
Mulher sorrindo feliz

Humildade: a qualidade mais atraente

Há uma série de situações que causam uma tensão imediata. Por exemplo, aquelas pessoas que não conhecemos e aparecem diante de nós contando tudo sobre a sua vida privada, criticando terceiros que não estão presentes, sendo indiscretos, excessivamente brincalhões ou fazendo uso excessivo e abusivo do pronome pessoal “eu”.
Todos nós já experimentamos essa situação uma vez na vida. No entanto, no polo oposto estão aqueles que não pretendem nada e conseguem tudo. São pessoas que, através da sua humildade natural, nos encantam instantaneamente por uma série de características, por pinceladas capazes de formar uma tela pessoal mágica e excepcional.

As pessoas humildes sabem prestar atenção, mostram um interesse sincero por aqueles com quem convivem, sabem ouvir e nos acolhem nas águas quentes dos seus olhares sinceros…

  • Como já dissemos, as pessoas que nos encantam geralmente praticam a arte da suavidade. Através de uma atitude sempre aberta, estabelecem uma confiança imediata para que possamos nos abrir com facilidade e naturalidade.
  • A sua postura, a sua linguagem não-verbal está isenta de qualquer característica de poder. Elas não se impõem, não há rigidez nelas, mas abertura e proximidade.
  • Além disso, algo comum nas pessoas que nos encantam é que elas não reclamam, não exigem, não criticam e a sua atitude é sempre humilde…
Amigos conversando no por do sol
Embora existam muitas pessoas mágicas com uma estrela ou luz própria que já nasceram com esses recursos gravados no seu “disco rígido”, é importante dizer algo: todas essas qualidades podem ser treinadas. Também é verdade que não é necessário querer “ser bem aceito por todos”, mas é muito gratificante podermos nos conectar melhor com determinadas pessoas.

Portanto, trabalhar essas características no nosso dia a dia sem dúvida nos ajudará a entender o outro além dos olhares, a nos instalarmos sem pedir permissão nos corações das pessoas que são importantes para nós.

Motivação equilibrada: a melhor maneira de aprender

Napoleon Hill disse: “O que a mente do homem pode conceber e acreditar pode ser alcançado”. Mas, como? Qualquer método serve? Provavelmente não. No entanto, existe um que pode ser útil: a motivação equilibrada.
A motivação equilibrada consiste, como o próprio nome sugere, em encontrar o equilíbrio naquilo que nos motiva. Às vezes acreditamos que a energia que nos move na direção de um objetivo é o nosso ego ou o resultado que obteremos, e não a tarefa em si, o que pode causar desequilíbrios no presente e no futuro.

A importância da motivação equilibrada
Para explicar esse fenômeno nos concentramos nas teorias da escola de psicologia e coaching UPAD, que desenvolveu várias técnicas para fazer com que as pessoas possam encontrar a motivação da maneira certa e não se confundam em seu caminho e objetivo, que é o aprendizado.
Criança feliz desenhando
No final do dia, cada objetivo que definimos envolve uma série de aprendizados que nos levam a uma meta. Neste processo, devemos tentar manter um equilíbrio constante para que a experiência tenha sempre seu valor. É aqui onde se apontam dois caminhos possíveis, a orientação para o ego e a orientação para a tarefa:
  • A orientação para o ego leva o indivíduo a melhorar em relação aos outros. Ou seja, seu valor é medido em relação a outras pessoas, tentando se destacar e ser o melhor em cada tarefa.
  • A orientação para a tarefa implica uma melhoria em relação a si mesmo. Ou seja, são suas próprias habilidades que se desenvolvem em todos os níveis, do físico ao psicológico.
As duas orientações podem coexistir e são compatíveis. De fato, na maioria dos casos essa coexistência ocorre, embora uma delas seja dominante.

O panorama atual sobre a gestão da motivação

De acordo com a experiência da UPAD, atualmente é reforçada e recomendada a motivação orientada para o resultado, e não a motivação voltada para o ego ou a tarefa. O que isso significa? Que a realização do objetivo é o mais importante, de modo que se produz um efeito de afunilamento da atenção (tudo o que não está relacionado ao objetivo deixa de ter importância). O trajeto e o tempo são recursos que necessariamente precisam ser investidos, um investimento que será um sucesso ou um fracasso dependendo de alcançar ou não esse objetivo.
No entanto, na opinião dos especialistas da UPAD, seria muito mais positivo focar a motivação para a tarefa. Por quê? Porque nesta condição o objetivo real é o desenvolvimento pessoal. Focar a motivação para a tarefa significa ganhar confiança em si mesmo. Com esta melhoria pessoal, se não se conquista o objetivo final, outros objetivos secundários, que não têm menos valor, foram alcançados.

Ou seja, com essa abordagem,
 embora alcançar o objetivo seja importante, existem outras lições valiosas que também se internalizam. É o caso da perseverança, da contribuição para o grupo, da melhoria constante, da autoavaliação, da cultura do esforço… Assim, a tentativa de alcançar o objetivo, seja este obtido ou não, valeu a pena.
“O prazer e a atividade fazem com que o tempo pareça breve.”
-William Shakespeare-
Homem vencendo seus medos

Gerenciando motivações

Atualmente é importante observar para encontrar a orientação motivacional de um indivíduo. Assim, uma vez que sabemos qual é o objetivo, podemos o reforçar ou reorientar caso executá-lo aumente o valor do que foi alcançado com um esforço semelhante. Colocando um exemplo prático, podemos comparar esta situação com um jogo de futebol, basquete ou qualquer outro esporte do qual você goste. O que é melhor: concentrar-se no resultado, seja qual for, ou na execução da tarefa para atingir o objetivo?
Como é evidente, se focarmos apenas o resultado, o indivíduo pode pensar ou interpretar que qualquer método é válido para alcançar o objetivo. Pode ser positivo, mas ele também poderia cometer um equívoco ao escolher o caminho para alcançar o objetivo.
Por outro lado, se nos concentrarmos em como alcançar o resultado, provavelmente também alcançaremos o objetivo. Mas através do caminho percorrido teremos aprendido valores que nos acompanharão para sempre. Ou seja, a experiência terá sido muito mais completa.
O que você acha? Você acredita que a motivação equilibrada é realmente útil? Parece evidente que, quando se trata de aprender, ela é muito mais atraente, especialmente quando falamos sobre crianças e jovens.
“Falhar não é uma opção. Todos precisam vencer.”
-Arnold Schwarzenegger-

O poder da gratidão


“Seja agradecido pelo que você tem e acabará tendo mais.Se você se concentrar no que você não tem, nunca terá o suficiente.”
Oprah Winfrey
“Gratidão transforma o que você tem em suficiente.”
Melody Beattie
Há tempos o homem se pergunta qual o segredo da felicidade. Eu tenho a minha resposta. Gratidão. É o que funciona pra mim e creio que pode funcionar para você também. Os nossos sentimentos são resultado daquilo que pensamos. Por isso estar feliz ou não é resultado do nosso pensamento. Você pode pensar que está feliz ou que está infeliz. A decisão é sua.

O que nos atrapalha é que o ser humano é um ser insatisfeito por natureza. Nunca estamos satisfeitos com o que temos ou somos. Sempre queremos mais. Ter mais dinheiro, melhor trabalho, uma casa melhor, um carro melhor, um corpo mais bonito. Esse querer causa uma insatisfação pessoal que pois nunca chegamos lá. E logo que conseguimos alguma coisa que queríamos já encontramos uma nova coisa que queremos e volta o sentimento de insatisfação porque não temos o que queremos.

A partir do momento que começamos a ser gratos pelo que temos e aceitar melhor o que não temos passamos a ser mais felizes e de bem com a vida. Mas como adotar esse modelo mental?

Cultivando o poder da gratidão

Em vez de ficar pensando que o carro do outro que é carro de verdade, passe a agradecer o fato de você ter um carro lembrando-se que muita gente não dispõe desse conforto. Em vez de reclamar que a comida estava ruim, agradeça o fato de você ter comida para comer tendo ciência de que muitos outros não têm.

Lembro de ver nos filmes de antigamente que na hora da refeição as pessoas antes de comer faziam uma oração agradecendo a Deus por aquela refeição.
Esse é um hábito fantástico que se perdeu com o tempo. Hoje raramente se vê isso em prática. Não conheço uma pessoa que tenha esse hábito de sempre agradecer antes de comer.

A partir do momento que você agradece pelas coisas que têm começa a dar mais valor a elas em vez de tomá-las por certo. Isso ajuda também a semear uma reflexão interna de perceber o quanto a sua vida é abençoada por ter muitas coisas que outros não têm oportunidade de ter.
Mas quando falo em agradecer, me refiro àquele agradecimento interno, não o agradecimento em que você vai até uma outra pessoa e diz muito obrigado. Esse também é muito importante e mais adiante falamos sobre isso. Neste momento o ponto em discussão refere-se àquelas horas em que você para e pensa consigo mesmo “Sou grato por ter uma casa para morar; Sou grato por ter comida para comer; Sou grato pela família que tenho etc.”.
Se você acredita em Deus pode fazer esse agradecimento à Deus durante o seu momento de prece todas as noites por exemplo. Esse é o formato que eu pessoalmente adoto. Todas as noites faço a minha prece quando sempre inicio agradecendo por coisas da minha vida. Agradeço pela cama que tenho para dormir, o teto para morar, a comida para comer, a família que me ama.
Mais recentemente tenho pensado bastante sobre gratidão e pensamentos de gratidão me ocorrem durante o dia. Recentemente estava no mercado e fiquei grato e feliz simplesmente pelo fato de poder enxergar e ver as pessoas, produtos e o ambiente a minha volta.
Sei que existem pessoas que não têm esse privilégio. Por isso, para mim, o simples fato de poder usufruir do sentido da visão é uma benção na minha vida. Esse final de semana estava num bar com uns amigos e uma hora saí na frente do bar e novamente me veio esse pensamento de gratidão de poder enxergar, ver as cores e as pessoas transitando.

Minha avó sofre de mal de Parkinson. Uma doença terrível que paralisa os músculos do corpo aos poucos. Vejo quanto ela sofre com isso. Ela era uma mulher super ativa que adorava trabalhar, vivia na rua fazendo as coisas dela. Uma pessoa super ativa que agora está com muitas limitações em função da doença.
O caminhar está difícil, comer é complicado, até o falar está prejudicado. Quando vejo tudo que ele está passando fico grato por ter o meu corpo funcionando perfeitamente e ao mesmo tempo grato por ele estar se recuperando e ficando melhor. Também me sinto grato por poder ajudar a cuidar dela agora que ela está se recuperando e tenho condições financeiras para ajudá-la.

Gratidão em tempos difíceis

Vamos dizer que você ganhou uma promoção, comprou um carro novo, casou. Só felicidade. Têm épocas na vida que as coisas vão bem. A vida está boa. Mas agradecer quando as coisas estão indo bem é tarefa fácil. Difícil é ter a atitude de gratidão em momentos de turbulência na vida.
Todos nós passamos por momentos difíceis. Pode ser por questão de doença, fim de um casamento, perda de uma pessoa querida ou pela perda do emprego por exemplo. Nessas horas tendemos a ficar com raiva e tristeza. Pensamento do “Por quê comigo?”.
Mas mesmo nesses momentos existe uma forma de enxergar o ponto positivo do qual você pode ser grato por ele. Outro dia li um texto que dizia que a graça de Deus está em enxergar beleza nas dificuldades. É justamente isso.
Já passei por algumas dificuldades na vida. Perda dos pais, mudança de estado, falta de dinheiro. Muitas dessas vezes fiquei com raiva. Mesmo hoje dependendo do que acontece ainda fico. Afinal sou humano. A diferença é que creio que hoje aprendi a lidar melhor com as dificuldades e enxergar os pontos positivos nelas.
Encarar como uma oportunidade de crescimento e desenvolvimento pessoal. Algo que me torna mais forte. Me fazem evoluir como pessoa. Vendo dessa forma me torno grato por esses problemas fazerem parte da minha vida. E essa gratidão me faz feliz mesmo durante esses momentos de turbulência.
Ser grato pelas coisas boas que acontecem na sua vida não significa que a vida é perfeita. Pode ter diversos problemas e dificuldades. A questão é perceber o que têm de bom e ser grato por isso. Em especial, se a sua vida está repleta de dificuldades, como uma doença por exemplo, enxergar que você tem alguém para ajudá-lo a enfrentar esse momento é um motivo para ser grato e abrir espaço para um pouco mais de felicidade no lugar da tristeza.

Benefícios da gratidão

Comentei acima como uma atitude de gratidão frente à vida pode nos tornar mais felizes. Mas esse não é o único benefício da gratidão. Como se já não fosse o bastante, o poder da gratidão é ainda maior e pode fazer muito mais por nós.
Estudos revelam que a gratidão também é altamente benéfica para a saúde e para os relacionamentos. Robert Emmons, é um cientista que estuda os efeitos da gratidão na vida das pessoas. Após estudos com mais de 1000 pessoas de idade entre 8 e 80 anos, encontrou que as pessoas que consistentemente praticam gratidão tiveram uma série de benefícios:
Físicos
• Sistemas imunológicos mais fortes
• Menor incomodação com dores
• Menor pressão sanguínea
• Mais exercício e maior cuidado com a saúde
• Dormir mais e sentir-se com mais energia ao caminhar
Psicológicos
• Maior nível de emoções positivas
• Mais alerta, vivo e acordado
• Mais prazer e alegria
• Mais otimismo e felicidade
Social
• Mais prestatividade, generosidade e compaixão
• Mais perdão
• Ser mais extrovertido
• Sentir-se menos só e isolado
Um outro benefício da gratidão reportado por Emmons e que é muito relevante é que ela bloqueia sentimentos negativos como a inveja e o ressentimento. O poder da gratidão pode até mesmo diminuir a frequência e episódios de depressão.
Mais ainda, a gratidão reduz a sua necessidade de ter controle sobre as coisas. Aquela vontade de que tudo têm que estar perfeito. Aquele sentimento de que as outras pessoas têm que agir da forma como você quer e você tem que ter as coisas que deseja para ser feliz se torna menos relevante pois você passa a focar na gratidão por ter aquilo que já tem e aprender a aceitar melhor aquilo que não tem e que não pode ser mudado.

Como cultivar gratidão

Comentei acima sobre o estudo de Emmons sobre gratidão. Deixa eu falar um pouco sobre como ele diferencia as pessoas que praticam gratidão das que não praticam.
Diário
O método utilizado por ele é a criação de um diário da gratidão. Nele você diariamente escreve sobre coisas pelo qual é agradecido na sua vida. Após um tempo fazendo isso o exercício de gratidão se torna um hábito na sua vida e começa a trazer os benefícios associados. Na hora de registrar os motivos de gratidão no diário, acho que quanto mais específico melhor.
Até pode ser genérico também. Por exemplo, todos os dias ter o mesmo agradecimento do tipo “Sou grato pela minha saúde, família, ter uma casa para morar e comida para comer.” Isso já é ótimo e um grande passo adiante.
Mas acho interessante também agradecer por coisas específicas que aconteceram no dia. Algo do tipo: “Sou grato pela oportunidade de hoje poder ter levado meu filho para assistir um filme no cinema.”; “Sou grato pela conversa inspiradora que tive com um professor na faculdade.”; “Sou grato por ter encontrado no mercado aquele chocolate específico que fazia tempo que eu queria encontrar e não encontrava.”.
Enfim, pode ser mil coisas. Coisas pequenas que acontecem na sua vida naquele dia. Mesmo que o dia tenha sido péssimo, alguma coisa de bom você pode encontrar para agradecer. Por exemplo, você pode simplesmente agradecer por ter transitado em segurança de casa até o trabalho. Pegue pontos como esses e registre no seu diário de gratidão. Como registrar fica a seu critério. Você pode comprar um caderno ou uma agenda e escrever ali.
Se preferir pode criar um arquivo num editor de texto do computador ou até mesmo do celular e proteger por senha caso você não queira que outras pessoas tenham acesso ao seu diário.
Oração
Outra forma é agradecer em prece conforme comentei antes ser o meu método. Para mim é a noite quando deito na cama antes de dormir. Faço minha prece fazendo meus agradecimentos e pedidos a Deus. A única desvantagem que sinto nesse meu método é que não mantenho o registro dos meus agradecimentos. Então se eu quiser voltar no tempo e ver pelo que eu agradecia no passado não tenho como saber. Por isso se também puder registrar ainda melhor.
Thank you cards
Uma outra prática muito interessante é escrever uma carta de agradecimento a uma pessoa que ajudou você de alguma forma. Se possível entregue a carta em pessoa.
Todo mundo gosta de receber um “muito obrigado” verbal. Mas acaba pode ser interpretado mais como um ato de educação do que uma verdadeira vontade de expressar gratidão. Uma carta escrita é algo totalmente inusitado que a pessoa certamente não estará esperando. Têm um efeito muito maior e memorável.
Lembro de trabalhar numa empresa internacional em que tínhamos os chamados “Thank you cards”. Traduzindo significa “cartões de agradecimento”. Eram pequenos cartões que ficavam distribuídos pelas mesas e facilmente disponíveis para quem quisesse utilizá-los.
A ideia básica era que quando alguém ajudasse você no seu trabalho você pegasse um dos thank you cards e escrevesse uma nota de agradecimento. Até hoje lembro de ter recebido um cartão de agradecimento por ter ensinado um colega aprender sobre como fazer um animal com toalhas.
Se ele simplesmente tivesse dito “muito obrigado” estou certo que não lembraria da mesma forma pois assim como todos nós já ouvi muitos “muito obrigados” na vida (muitas vezes apenas por educação) e não lembro de todos. Obviamente não estou advogando contra o “muito obrigado” verbal. Muito pelo contrário, quanto mais melhor. Faz parte do exercício de gratidão. O único ponto que quero fazer é que algo por escrito têm um diferencial.
Lembrancinha
Um presente também é outra ideia. Por exemplo, minha avó têm uma médica excelente que trata a doença de parkinson dela. A médica à trata tão bem que em agradecimento minha avó de vez em quando leva um bom presente para ela.

Concluindo

Sempre que possível expresse gratidão às pessoas responsáveis por ter proporcionado um momento de felicidade na sua vida. Desde um simples muito obrigado até uma carta ou presente, fará bem para você e para quem recebe a gratidão. Uma ótima oportunidade de criar laços mais fortes com essa pessoa.
Em resumo, independente das dificuldades que você passa, nunca se esqueça de ser grato pelas coisas boas da sua vida e de agradecer às pessoas que fazem algo de bom para você.
É mais felicidade e energia positiva fluindo na sua vida e na vida das pessoas a sua volta também.
Grande abraço! Danilo

Sincronia interpessoal: com um abraço seu a dor desaparece e a vida recomeça

Um abraço é uma dança de conexões fascinante. É o laço dos amantes que fundem suas peles para acariciar o coração, é o refúgio de dois amigos que reafirmam sua cumplicidade e também é o lar da criança que precisa crescer em companhia e segurança. Colado, muito colado ao peito da mãe, ao pescoço do pai, onde dorme e sonha, unido, muito unido, a essas pessoas que são suas raízes.
Os terapeutas afirmam que poucas coisas dizem mais sobre nós mesmos do que o modo como nos abraçamos. Há abraços rápidos, abraços eternos e abraços desajeitados, aqueles em que nenhum dos dois sabe muito bem onde colocar as mãos, onde apoiar a bochecha.

São tantas as emoções que emanam desses corpos relaxados ou tensos, dessas costas rígidas ou curvadas, onde cada movimento, cada gesto e cada postura permite ler o nível de timidez de algum dos protagonistas; assim como a insegurança, a intimidação ou o nível de paixão.


“Estar com você ou não estar é a medida do meu tempo.”
-Borges-
No entanto, tanto se somos verdadeiros doutores na arte dos abraços como se costumamos evitar esses momentos com o mesmo desconforto de Sherlock Holmes nas histórias de Arthur Conan Doyle, há um dado que sem dúvidas se mostra muito interessante. Uma pesquisa publicada na revista “Neuroscience News” demonstrou como um simples abraço e essa mágica proximidade por parte de alguém que significa tanto pode reduzir, por exemplo, o impacto da dor.
Os responsáveis por esse trabalho, a doutora Simone Shamay-Tsoory e o professor Irit Weissman-Fogel, o denominam “sincronia interpessoal”, um termo apaixonante que convém guardar na nossa memória porque vamos ouvir e ler muitas coisas relacionadas a esse tema nos próximos anos.
Leoa abraçando seu filhote
Basta um abraço para nos sincronizarmos com as pessoas que amamos. Eu cuido de você, você cuida de mim

Basta um abraço para nos sincronizarmos com as pessoas que amamos

Às vezes nos esquecemos, mas a pele é o maior “órgão” do nosso corpo. É um tecido fascinante. Essas três camadas de células que constituem a epiderme, a derme e a hipoderme atuam como barreira protetora, elas se regeneram todo mês e enviam a cada instante centenas, milhares de informações ao nosso cérebro.


Além disso, como curiosidade, cabe destacar aqui que a ponta dos nossos dedos, a planta dos pés e nossos lábios foram projetados para absorver informações mais refinadas, mais delicadas e mais sensíveis do ambiente à nossa volta.

Dizer, portanto, que um abraço é uma verdadeira união de sentidos entre os seres humanos não é nenhum exagero, porque nesse gesto social e afetivo tão comum entre as pessoas, existe na realidade um significado muito mais profundo do que imaginamos.
Não apenas recolhemos e oferecemos uma informação específica. Eu abraço você e você me abraça para demonstrar carinho, segurança, confiança, amor ou amizade. Além disso, assim como nos foi mostrado na Universidade de Haifa, em Israel, os abraços ativam o funcionamento do que hoje conhecemos com sincronia interpessoal.
Para entender melhor esse interessante conceito, devemos observar com um microscópio de potência ilimitada e deixar de lado tudo o que nos foi explicado até hoje sobre o que é a comunicação. Porque um abraço na verdade é muito mais que linguagem não verbal: é um ato de conexão e de sincronia.


Quando falamos sobre proximidade e amor entre as pessoas, existe uma esfera que nos transcende, um tecido de partículas invisíveis que nos conectam, que nos envolvem até constituir um verdadeiro cordão umbilical para nos reafirmar com nosso grupo social…para cuidar de nós mesmos.
Casal abraçado
Assim, o que as pesquisas desse grupos de cientistas demonstraram, após estudar 22 casais ao longo de 32 anos, é que todas as vezes que se abraçavam, os ritmos cardíacos e respiratórios se sincronizavam, assim como as ondas cerebrais das duas pessoas envolvidas nesse ato. Entramos, por assim dizer, em uma mesma frequência, em um estado de calma, no qual o emocional regula o biológico, no qual a sincronização fisiológica consegue diminuir a dor física, o sofrimento, o estresse, o medo, o cansaço…


“Quanto mais empatia houver entre o casal, mais forte vai ser o efeito analgésico em caso de dor. Quanto maior for a intimidade entre os dois membros dessa relação, mais intensa vai ser a sincronização fisiológica dos dois.”
-Pavel Goldstein, pesquisador da dor na laboratório de Neurociência Cognitiva e Afetiva na Universidade de Boulde, Colorado-
Eu cuido de você, você cuida de mim
A sincronia interpessoal não aparece apenas no seio do relacionamento de um casal. Quando um bebê chega ao mundo, por exemplo, seu cérebro ainda não está completamente amadurecido. Os nove meses na barriga da mãe não são suficientes para se desenvolver completamente, apenas para interagir com o meio que o rodeia. É então quando deve ser colocado em prática o que se conhece como exterogestação, uma segunda gestação fora do útero que se desenvolve sobre a pele dos pais, nesse refúgio perfeito que são os braços dos progenitores, dos cuidadores.


“A sabedoria popular diz que cada vez que abraçamos de verdade alguém, ganhamos mais um dia de vida.”
-Paulo Coelho-
É exatamente nesse momento que acontece outro tipo de conexão biológica fascinante: a sincronia térmica. Quando um bebê sente frio, a temperatura do peito da mamãe pode subir até dois graus; se o bebê sente calor, ocorre o oposto. O contato direto com a pele da mãe contribui, portanto, para a criação desse refúgio onde é possível sincronizar várias necessidades biológicas, onde dissolver os medos, oferecer calor e favorecer o amadurecimento cerebral da criança.
Mãe abraçando seu filho

Para concluir, algo que devemos ter sempre em mente é que o contato físico, sejam carinhos ou abraços, contribui para a nossa sobrevivência, para o nosso bem-estar. A sincronia interpessoal nos ensina que essa proximidade pele com pele nos coloca em uma mesma frequência física, emocional e até energética, momento em que podemos enviar um poder verdadeiro e fascinante do qual frequentemente nos descuidamos. Nesse momento, o amor e o carinho reduzem o sofrimento, o frio, o estresse, as preocupações, as dúvidas… e até a dor.

Tatiane Spitzner: Ela gritou por socorro, mas ninguém “ouviu”


Até quando perderemos tantas mulheres para a maldade do homem? No dia 22 de julho, Tatiane Spitzner gritava por socorro em seu apartamento, no dia 22 de julho, Tatiana Spitzner chorava a última lágrima e se tornava mais uma vítima do que tanto amedronta as mulheres do mundo inteiro, o feminicídio.
A família de Tatiane Spitzner, criou, no Facebook e no Instagram, o perfil “Todas por Tatiane Spitzner” para incentivar a luta de nós, mulheres, contra o feminicídio.
Até o momento da publicação deste texto (05 de agosto), o perfil “Todos por Tatiane Spitzner” no Facebook tinha 28 mil curtidas. No Instagram (@todosportatiane), o número de seguidores ultrapassava 80 mil.
“Toda essa exposição em redes sociais não é em vão. Dói? Dói. Mas além de lutar por justiça, mostrar nossa força e indignação, queremos alertar sobre relacionamentos abusivos, como também ajudar mulheres que sofrem violência, seja física ou psicológica. Precisamos ter voz, denunciar, perder a vergonha e o medo. Diariamente recebemos relatos absurdos de mulheres que vivem essa triste realidade. Felizmente, muitas estão abrindo os olhos e procurando ajuda”. Relata a família de Tatiane em uma das postagens.
Todas nós morremos um pouquinho com essa perda, em que 20 minutos de agressão culminou em uma queda de Tatiane do 4º andar, em seu apartamento em Guarapuava, onde morava com Luis Felipe, recolheu o corpo dela e o levou de volta para o apartamento.
Ele conseguiu fugir e só foi preso após sofrer um acidente de carro na BR-277, em São Miguel do Iguaçu, a 340 quilômetros de Guarapuava. Ele foi indiciado pela Polícia Civil por homicídio qualificado, motivo torpe, uso de meio cruel que impossibilitou a defesa da vítima e condição do sexo feminino (feminicídio), além do furto do carro da vítima. Ele nega as acusações e diz que a esposa se jogou da sacada.
É extremamente válido lembrar, que o Brasil tem a maior taxa de feminicídio do mundo, uma mulher morre a cada 2 horas, e uma mulher é agredida a cada 11 minutos. Até quando?
Não fique calada, se você sofre de abusos físicos ou mentais denuncie no 180, e se você ouvir uma mulher pedindo socorro, ligue para a polícia imediatamente no 190, pois no século 21, em briga de marido e mulher se mete a colher sim!
Com informações de G1

Aprender a dizer não

Em algumas ocasiões, não sabemos dizer não e acabamos cedendo diante de alguns pedidos. Negar é muito difícil, porque ao fazer isso, nos sentimos egoístas e temos medo de que as pessoas deixem de gostar de nós, que nos critiquem e que nos deixem de lado. Mas as vezes é preciso saber dizer não, para assim ganhar respeito sobre si mesmo e daqueles que nos cercam.
É importante entender que a capacidade de dizer não está estritamente relacionada com a autoestima. Por isso, as pessoas que têm uma baixa autoestima e pouca confiança em si mesmos, costumam sentir-se nervosos e tendem a aceitar todos os pedidos que lhes são feitos.
Talvez, seja por causa dos pais prepotentes que a pessoa teve, ou pela forma como foi educada, baseada na obediência e na cortesia. Assim, sua autoestima pode chegar a depender das coisas que faz para as outras pessoas; é um círculo vicioso, no qual as pessoas que te rodeiam esperam que seus desejos sejam sempre cumpridos.
Ser incapaz de dizer não pode fazer com que você se torne uma pessoa estressada, irritável e sem energia, por isso é preciso que você avalie a situação duas vezes antes de aceitá-la.

Conselhos para dizer não

– Utilize respostas simples de maneira firme e direta. Lembre-se de que não está pedindo permissão para dizer não. Não invente desculpas e dê suas razões para não aceitar.
– Pense em seu tempo livre e, depois de fazer isso, será capaz de dizer não com mais confiança.
– Não se comprometa, se não poderá fazê-lo. Só faça aquilo que estiver de acordo com o pedido, ou que se sinta capaz de fazer; você pode sugerir outras alternativas, mas em nenhum caso se comprometa, se realmente não pode.
– Lembre-se sempre que, a negação independe da rejeição. Se você nega um pedido, não quer dizer que está rejeitando a pessoa que fez o pedido. O direito existe tanto para quem diz não, como para quem pede o favor.
– Não se sinta culpado por dizer não a seus filhos. Isso porque eles devem ouvir essa resposta de vez em quando, para que desenvolvam um sentido de autocontrole e possam estabelecer limites.
– Seja fiel a você mesmo sobre o que realmente deseja.
Tenha em conta que a expressão de seus próprios desejos deve estar em primeiro lugar. Caso você realize o desejo de todos, deixará uma porta aberta para que as pessoas se aproveitem de você, mesmo que, as vezes, seja necessário deixar de fazer certas concessões e aceitar que não há mal nenhum nisso.

Depoimentos

Escrevo pra agradecer por algo que você nem sabe que fez, lavou minha alma. Suas palestras são emocionantes, nunca passei por experiência tão gratificante em toda minha existência, você está no caminho certo. Sou uma pessoa com esses sonhos, me vi em você! Sua história é linda! Sabe, você direciona as pessoas e consegue tocá-las bem lá na alma, com uma simplicidade incrível! É uma mistura de humor, com aventura, tristeza e motivação. Obrigado por aquelas palavras! Vou guardá-las e semeá-las por aí. Você é uma inspiração!

Danyela Rodrigues

Danilo Cechinatto, gostaria de te agradecer por cada palavra que disse na palestra, me ajudou bastante! Você soube tocar no mais profundo da minha alma. Cheguei em casa e fiquei refletindo cada palavra, chorei! Agradeço a Deus pela sua vida e por ter te conhecido. Como você disse, todos tem um anjo, você foi o meu! Obrigada.

Karolliny Goulding

Assisti à palestra do Danilo Cechinatto e, assim como os outros alunos, fiquei presa a cada minuto que ele falava. Fiquei maravilhada com as palavras e principalmente com a história, foi uma motivação e tanto. A melhor palestra que já assisti; depois fiquei refletindo muito. Enfim, obrigada, obrigada e obrigada. Admiro-o muito pelo simples fato de conhecer sua história de vida!

Thaywane Liberal

Danilo Cechinatto
(85) 99721-3042
Curitiba, Paraná

Entre em contato